sábado, 21 de novembro de 2009

Lembranças


Antes o sol queimava minhas cinzas
Em uma noite mórbida como esta
ainda me sinto vazio, acho que isso nunca vai mudar
mas você me faz tão bem que acabo esquecendo
que ainda estou morto...

Mas é realmente estranho olhar pra trás
e sentir vontade de voltar no tempo...
de levar porrada dos pais quando fazia alguma besteira,
de poder caminhar sem medo de morrer na rua a noite...
de ir a feira com meu avô e suportar as sacolas pesadas de compras,
das chuvas da manhã em dias de natal, que enxia a rua de poças de lama
das brigas na escola, das breves paixões infantis...
dos pensamentos inocentes, dos filmes da sessão da tarde
da grande árvore que tinha no quintal de casa...
a minha antiga casa... pequena, mas tão confortável
Eu não sei o que aconteceu, mas de uma hora pra outra
tudo isso de repente desapareceu...
...só me resta recordar.

E hoje tudo que tenho
é só você...


sábado, 14 de novembro de 2009

My decline - dia 2. Para minha eternidade: adeus...


Eu não sei viver no presente
porque o passado me mata
tanto o meu quanto o seu

Acho que na verdade sou é doente
imaginando que eu sou
só mais um inconsequente
que logo vai embora
e que tudo será apenas
mais uma lembrança pra mim lembrar
das mentiras, dos enganos...
automaticamente os momentos bons vão se apagar

Espero que isso passe logo
porque me mata
me destrói...

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

My decline - dia 1 de vários


Porque eu quero ser o melhor pra você..?
porque eu faço tudo pra agradar você?
eu vivo me matando
vivo sem saber que ainda existo
tentando ser algo que você possa usar

Mas não precisa agir assim
disfarçadamente
sei que esconde a verdade até de si mesma
Eu só quero ver seu rosto sorridente
mais uma vez

Olhe pro corte que deixou em meu rosto
é essa a marca que você coloca
naqueles que te amam?
Eu tento e tento ser mais que alguém
que você possa esquecer
eu tento e tento sobreviver
cada minuto longe de você.

yami.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

You said that I don't love you so


Eu não sei mas estou aqui...
esperando algo?
esperando você dizer que está tudo bem...
O que eu sinto é tão forte
que às vezes perco o controle
e sem querer te distancio de mim

Mas se eu pudesse correr
e te abraçar
o que eu tenho é o que você me deu
e quero compartilhar isso com você

Eu não sei mas estou sozinho
fiz algo de ruim mas não era pra ser
é que perco a cabeça quando quero você
e essa noite eu tive que sentir por mim mesmo
que eu dependo de você pra viver
mas me perdoa
eu sofro em silêncio por não ser capaz de ser
alguém que você mereça ter

Só tem uma coisa que espero que aceite
que eu amo você.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Morte é minha vida


Morto em um caminho de sombras
onde o sol não alcança, fora de foco
rasgado de dentro pra fora, um animal estrupado
torturado enquanto sorria, perdeu a fé
e tudo mais que ele tinha

É esse o seu tão sonhado romance...

Minha vida é a morte, essa luz é
insuficiente para que eu possa enxergar
não há nada aqui que me faça ficar
hora de patir pra fora de mim
axar algum sentido, alguma razão além de não amar

Você morreu quando me matou
isso foi o que eu senti, além de tudo que eu ganhei
dor no peito, a sensação escorria junto do sangue
a sensação de saber que morremos juntos nesse sonhado romance.

yami.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Naquele tempo te amei...


Hoje eu não amo você
mas um dia já amei...
percebo isso, olhando seus olhos
todo tempo perdido, perdi com você

Naquele tempo te amei...
realmente me importei

Ontem eu vi em você
você mudou e eu também mudei
mas não mudou o que eu sinto
eu sempre te amei
mas só naquele tempo
realmente te amei.



terça-feira, 29 de setembro de 2009

Caixinha de música


Mais uma vez garotinha
vejo sangue escorrer dos seus olhos
quem se importaria com você?
quem se importaria com alguém fraco assim?

Mais uma vez meu coração jorra sangue
como um chafariz
Em uma caixinha de música triste
que alegra você

Ei garotinha, para onde você está olhando?
Esses olhos distantes... em quem você está pensando?
Eu sou o único aqui que se importa com você

Mais uma vez meu coração jorra sangue
como um chafariz 
numa caixinha de música triste
que alegra você

Quem se importaria em ouvir?

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Mesma hora...

Todo dia é a mesma coisa
toda hora a mesma hora
e ontem é agora e o agora já se passou

Todo dia o mesmo sol
queimando a cada hora e o tempo passa
passa, passa, com você tudo passa
sem você passa mas fica parado...

Cada minuto é o suficiente pra morrer
e as horas são terríveis longe de você
o meu pai grita o tempo todo
ele diz que já passou da hora
e que preciso dormir agora
sonhar o mesmo sonho que sonho todo tempo
viver o passado e relembrar cada momento
planejar o futuro sem algum arrependimento,
mas o tempo corre...


E na rua é a mesma rotina
as coisas paradas as pessoas vestidas
o seu sorriso me esperando na esquina
mas tem hora pra ir embora
e todo dia as mesmas coisas na mesma hora.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Noite fria de verão


O dia está sujo
não sinto nada além do cansaço...
nem você poderia me fazer bem agora
nem ninguém...

Minha própria sombra me mata
minha própria sombra me assusta
e descansa na escuridão

Isso é só um vazio
essa é só uma alma incompleta
que chora durante as noites frias de verão

Dia tão triste...
não tem um deus me esperando?
não tem um deus me observando?
Se sentisse esse amor seria pela cabeça
e não pelo peito

Então minha sombra me leva pra baixo
minha sombra me leva...
me dê a mão
Não! pode ser tarde
eu estou indo pra baixo

Alguns sorrisos pra disfarçar a solidão da sua companhia
algumas mentiras que me fazem sentir bem
eu beijo a morte
cavando minha cova entre essas ilusões...

Isso é só um vazio
meu próprio desabafo para mim mesmo
É só mais uma alma incompleta que chora
nessa terrível noite de verão

sábado, 19 de setembro de 2009

Declínio


Antes a solidão que viver uma desilusão
a estrada pra morte é o caminho que me leva até sua mão
cada segundo perdido é pior pra mim
tanto faz ficar ou sair daqui
o veneno que você me deu
destila cada molécula do meu sangue...

A dor que eu sinto por ti
é o que chamo de amor....
A minha existência quando se deteriora
para te ver sorrir
é a causa da minha dor

A luz que apaga diante dos seus olhos
queima por dentro de mim
Esse medo me escraviza
no seu olhar vejo apenas meu fim
por cada gesto que morre como as palavras
morre também o que sentes por mim.

domingo, 13 de setembro de 2009

The lonely people


O que vejo:

As pessoas a se matarem, as pessoas a aparecerem, as pessoas querem se entenderem.
Elas querem ser importantes, são rodeadas de amigos, e são tão solitárias quanto as estrelas...

Essas pessoas vivem à toa, vivem por si dependendo de outros, amam os outros pensando apenas em si, são egoístas, boas... honestas e caridosas...
Elas são como você, e como eu

Sim, são as boas pessoas que enxergam a sociedade de outra forma, que se destroem em romances e se perdem nas próprias ideias...
Pessoas precisam de mim, pessoas precisam de pessoas, mas não precisam delas mesmas...
E isso tudo é tão solitário...

Elas querem uma razão pra viver, querem ser importantes e saberem que tem valor nesse mundo...
São produtos idiotas esperando pelo rótulo
São peças de carros que não se encaixam
São androides impuros e consumistas automáticos tentando adquirir sentimentos...

Pessoas que são pessoas.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Anjos egoístas


Pedaços de gente espalhados no chão
entre eles um homem parecido com um cão
Demônios voadores se atacam no ar
o mundo se acaba em todo o lugar
caem dos céus anjos malditos
pecadores insaciáveis clamando por cristo!

Destruição pornografia maldição
guerra miséria fome traição
Imbecis corruptos bando de ladrão
político vagabundo cara de bundão

Stop!!!
Pare e pense, se olhe no espelho
me diga o que você faria se estivesse no governo
Você não pode fazer nada! Por que somos todos iguais?
Somos humanos ambiciosos
queremos sempre mais

Você assiste as pessoas morrendo
e pra você tanto faz!
O que tem de mais?!
Você só quer viver em paz...

Soldados dispostos a dar suas vidas pela nação
Soldados perdidos vivem sem razão
Isso tudo é uma fusão
dos valores do mundo perdidos pela traição
Sou um anjo quebrado procurando por alguém nesse mundo perdido
Se não me matar hoje amanhã estarei fudido!
Não existem pessoas preocupadas com você
elas querem mais é que você vá se fuder!
Guerras explodem mundo afora
ninguém faz nada, ninguém se importa

Stop!!!
Pare e pense, se olhe no espelho
o que você faria se estivesse no governo
Você não pode fazer nada! somos todos iguais
Somos humanos egoístas idiotas
só queremos viver em paz!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

01/09-09

Eu não sei entender
o que tens pra me dizer...
entender o que não é entendido
fazer drama sem sentido

Dizer coisas da boca pra fora
vai embora quando der a hora
mas esse mal entendido
não deve ser bem-sucedido...
fica aqui perto e,
perto
deixa passar despercebido

Não existe algo que me faça te odiar
alguma coisa que desvie meu olhar
conserta a angustia e o orgulho
vem aqui me amar.

sábado, 5 de setembro de 2009

Dia triste




Que dia tão triste... tão fechado
lacrado de desejos e tristezas
Que dia tão triste... tão pesado
carregado de dúvidas e incertezas

Lembrarei disso pelo resto da minha vida

Que dia tão triste... e vazio
nunca pensei em desistir
Que dia tão triste... tão cansado
não poso fazer nada além de dormir

E começar a sonhar
historias impossíveis
que andávamos de mãos dadas
sentindo a frieza da chuva
e você me dizia "eu te amo"

Lembrarei disso pelo resto da minha vida

Esse dia tão triste
Tão vazio...
Eu poderia morrer te amando...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Eu não procuro cores


É difícil fazer uma escolha
entre eu e meu coração
posso viver se arrancá-lo fora?
posso sobreviver na solidão?
Antes eu sangrava pelos olhos
quando vivia na escuridão,
agora sangro por dentro
sem ter alguma razão

E é tão podre,
cada vez mais...
não dá para fugir
e é tão viciante
é como uma droga que me faz mal
que não consigo deixar de usar.

Eu não procuro palavras
nem pessoas
nesse mundo tudo esta perdido
eu não procuro cores
nenhuma salvação
porque tive de achar sem procurar?

Porque o céu está quebrado
e agora chove sem parar
O mundo explode lá fora
mas quando sinto isso
me perco em outro lugar,
nada importa se não for
esse egoísmo podre que é amor

Eu não procuro cores
nem flores
Nos campos de girassóis
eu morro cada vez mais
não sei se isso está mesmo certo

Eu não procuro cores
e nem salvação,
a pior parte é que eu gosto
de viver nessa confusão...
Agora é tarde
pra sair dessa prisão
esse egoísmo podre

que chamam de amor
contaminou meu coração.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Ela é


Ela é uma mortalha
ela anuncia a morte
ela me faz pegar a navalha
Ela é ela
e é tudo que eu jamais alcançarei

Um final sem fim
entre as asas de um anjo
cabe toda a dor na mão
amarrada para o mal não fugir
com as mãos na frente do coração

E ela é
algo que eu não consigo explicar
uma existência que eu nunca conheci...
ela não é real
ela não se faz real.

Cruz

Tenho tantas coisas
pra te dizer,
mas não consigo
você não ia entender...
o que eu sinto
é difícil até pra mim.
compreender

Eu tive que sair
fugir daqui
pra te ver sozinha
longe de você,
eu não quero, nunca mais
ficar sem te ter...

Mesmo não encontrando palavras
pra responder
tudo que você quer saber...
eu sempre tento antes de tudo..
te fazer ver, que dentro dos meus olhos
só existe você...

E não há ninguém que me marcou
com a cruz
então acredite
nessa escuridão, só existe uma luz
tão pequena, ela me conduz pra saída

pro caminho certo
meu bem

sábado, 29 de agosto de 2009

Quando seu silêncio se torna sufocante

Me diz o que eu não sei
me explica o que eu não sou capaz de entender
repete a besteira que você disse sem querer

Estrelas mortas não podem brilhar
por que ainda teima em admirar?
você não me conhece, nem um pouco
e ainda me fere tanto...
que a noite eu preciso sangrar

Me diz o que dizer
nas horas que sou estranho pra você
não me diz nada mas me agarra
que minha única cura é você.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Catharina

Eu mantenho a sua imagem na cabeça...
um rosto que eu nunca vi,
quando sua lembrança se tornou tão sufocante?
eu jurava que te esqueci...

Você não pode ser
o sonho que eu sonhei
o inalcançável que eu desejei
o ar que eu ansiava respirar
um amor que iria me matar
a dona da minha liberdade
a morte que me faria descansar
não, você nunca será isso
nada além de uma lembrança...

De qualquer forma você nunca viria
o desprezo que você me preza
é maior que nossa distância física;
o seu modo de me usar
deixaram feridas que nunca vão cicatrizar
eu lembro de todos os momentos que passamos juntos
apesar de jamais te tocar...

Você não pode ser a canção que eu canto
a ajuda que eu preciso
a crença que eu devo acreditar
o caminho que eu deveria seguir
você não me fará sangrar
não será uma escolha pra mim decidir
não é alguém que eu deva amar
você nunca será nada disso...
nada além de uma lembrança.
.Mera.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Abracei o caos


Quando abri minhas asas
elas pegaram fogo
e caí direto no inferno
Minhas cinzas nem existem mais...
só minha alma queima nesse lugar


Então eu abracei o caos
para me livrar da culpa
de ter carregado essa dor por tanto tempo

Quando abri meus olhos
vi seu rosto pegando fogo
minha alma estava presa nele
Agora não me resta mais nada...
eu perdi tudo porque eu quis
porque minhas asas não suportaram o peso


Minhas asas não suportaram o seu peso...

então queime-as!


domingo, 23 de agosto de 2009

Armadilha


Alimentando a raiva
eu estou vivendo a sua mentira
preso na minha armadilha


Fazendo as coisas erradas
vivendo de ódio
e morrendo sóbrio...
Sem rumo vou apenas caminhando
nessa estrada que nem sei aonde leva


O vento bate no rosto
isso já não me faz bem...
caminhando e alimentando a lembrança
sem sentido
sem rumo e sem vida
e sem objetivo
agora eu sou como você sempre quis

Estou vivendo as suas mentiras
sem rumo e sem vida
preso na minha própria armadilha.

sábado, 22 de agosto de 2009

Janela triste


O mundo é tão vazio
aqui faz tanto frio
e eu não tenho nada pra fazer...
O chão está macio
me enforco com um fio
só pra fingir morrer...

E eu não sinto mais nada
se não puder sentir você...
e eu não faço nada
se não for por você...

O mundo não é real
tudo fica tão mal
quando não existe você...
A realidade é fatal
lamentar não é normal
por não conseguir te dizer...

E eu não sinto mais nada
se não puder sentir você...
e eu não faço nada
se não for por você...

Você nem existe...
as lágrimas escorrem da janela triste
eu nunca irei ficar com você.
Mera

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Cair...



Eu estava na beira do abismo
você me fez cair
você brincou com meu coração
você me fez cair
me fez sentir na mais perfeita solidão
você me fez cair
você sabe que eles me odeiam
mas você continuou a me fazer cair
podia tentar me libertar
você me fez cair
soltou minha mão e me deixou só
você me deixou cair
apenas me deixou...
...cair

Você apenas soltou minha mão quando eu mais precisava...
e não se importou com minha vida
Você me fez cair
e todos meus sonhos foram dissipados...
quando você me fez cair...
E tudo que sentia por você
caiu quando você me fez cair...
você apenas brincou e depois me abandonou
você não segurou na minha mão
porque me deixou cair?

Quando eu precisava de você
sempre gostei de você...
mas você me deixou cair


apenas me deixou...
...cair.

...
Mas agora,
eu saí desse buraco.
.2005.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Fatal

Inexorável
estúpido
mortal
penso em me matar
ter um insignificante final
Brutal
cortar meu pescoço
ver meu sangue derramar
sentir a dor
meus pecados pagar
Letal
minha vida de antes
tão insegura
solitário era meu mundo na lua
sonhos despedaçados
mas agora...
tudo parece tão perfeito
Irreal
Fatal
pois basta um tiro em meu peito
e tudo estará acabado.

sábado, 15 de agosto de 2009

Aquela noite sem lua


A nossa vida era perfeita
a mulher que eu amo, ela é perfeita...
eu levantei tantas barreiras, mas ela não desistiu
ela me fez ficar doente de amor...
Foi ela que insistiu
e agora ela me deixa...
e me pede desculpas como se fosse algo tão normal...

Eu era tudo e todos que ela acreditava
o seu amor por mim nunca iria acabar...
mas agora você ama outra pessoa
e não sente mais nada por mim
e agora não existo pra você
e ele é o segundo homem pra você...

E tudo que você sentia por mim
foi totalmente dissipado
todo o amor que você me fez acreditar existir
nunca existiu
e meu coração
está totalmente dilacerado...
você mentiu pra mim, e você sabe que está errada.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Minha querida solidão


Os céus escarlates
esta chuva ácida
queima junto com o ódio do meu coração...
Me lembro de um dia
quando era uma criança
de como o sol brilhava para mim
eu não vivia nessa solidão...

A vida parece ter acabado
talvez eu tenha acabado com ela...
sinto-me só na escuridão

E agora o que devo fazer?
Em um momento de paz
onde a vida se desfaz
me entregar a esse mundo
um poço tão profundo
eu não poderei me levantar
não à jeito de voltar...
talvez seja melhor
eu continuar a cair...
e a sorrir com minha amiga
minha querida solidão
que me traz tanta proteção...

Devo me lembrar de antes
quando nada disso existia...
quando o céu era azul
quando o sol brilhava para mim
devo me lembrar quando estiver
no meu mundo sombrio
deserto e morto
agora que a chuva cai e queima minha esperança
vou dormir debaixo dessa imensa coberta escarlate...

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Fissura

Totalmente vazio
[eu sempre fui assim]
parado em um canto
[na sombra da luz]
observando a vida passar
[e a minha acabar]
já tentei acabar com minha vida
mas o que eu faço não é viver

Sonhos despedaçados
[uma vida sem sentido]
sem saber o que fazer
[eu me mato para sobreviver]
eu me quebro em pedaços e
espero que algum dia alguém possa
juntá-los

Antes não era assim mas agora

eu preciso soltá-la antes que seu cadáver apodreça em mim

ela não está morta
mas seu amor sim!




domingo, 9 de agosto de 2009

Ao inferno...











































Morra!

Ao inferno...

Mais um braço arrancado,
um homem decapitado
as tripas pra fora, o coração parado
aquele cara quebrou o maxilar de tanto chamar por
Deus!


Meu coração sangra
no meio de tanta gente despedaçada
ainda fecho meus olhos
para ouvir suas palavras...

Falsidade! estamos em uma guerra
e você só faz merda!
seu namorado de carne
logo será dilacerado
pelo ódio que sinto
por você ter me abandonado!

Olhe e veja essas pessoas morrendo
mesmo no fim ainda são egoístas...
você é assim.


Pedaços de ossos
picadinho de cérebro
isso será o nosso jantar...
quando estivermos no inferno!
Depois de muito tempo dormindo o sono dos mortos, acordo para um pesadelo, e a escuridão mais uma vez volta, e se agarra a mim demonstrando todo seu amor.